sexta-feira, 11 de agosto de 2017

O Breve Tributo do Sarau Solidões Coletivas ao Eterno Grunge

Mais uma postagem da série ‘tirando o atraso do blog’: hoje é a vez de relembrar a participação do Sarau Solidões Coletivas no show de Bruna & Zé Ricardo no bar Umas e Outras, no Centro de Valença/RJ, na noite de 6 de maio de 2017 (véspera do meu aniversário).
Nos intervalos do show de Bruna & Zé Ricardo, o Sarau Solidões Coletivas fez intervenções lírico-musicais em tributo ao grunge. Com participações dos músicos Zé Ricardo Maia, Gabriel Carvalho e Davi Barros, da cantora Bruna e dos poetas Carlos Brunno e Karina Silva, rolou Nirvana (instrumental), Downface e Alice in Chains + poemas grunges ("Retorne de onde estiver", "Todas as apologias [inclusive nenhuma]", "Só...em tom grunge", de Carlos Brunno S. Barbosa, "Cena Underground", de Karina Silva, "Seattle", de Raquel Leal, "Miss Tattoo", de Gilson Gabriel).

Em tempo: Hoje, sexta-feira, dia 11 de agosto de 2017, às 20h, realizaremos no Jardim de Cima nossa segunda intervenção artística urbana, uma brincadeira lírica, um sarau não oficial, sem grandes pretensões, mas sempre poético, musical e festivo: o Sarau Solidões Coletivas fará uma apresentação/intervenção lírica urana no Jardim de Cima, em Valença/RJ, com o tema “ô Glória, Sarau! Corações Psicodélicos!” , em tributo à Padroeira da principal festa da cidade e em homenagem ao aniversário da diva-poetamiga Dirce Assis! Não percam, amigos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário